De acordo com o Dr. Orcione Ferreira Guimarães Júnior, os mucos e corrimentos estão entre as principais preocupações da saúde íntima feminina. Entretanto, é preciso estar atenta às características presentes, pois, nem sempre isso significa alguma doença ou infecção. Então, para saber mais sobre esse assunto e tirar suas principais dúvidas, continue lendo este artigo! 

O aparelho genital feminino

Em primeiro lugar, o Dr. Orcione Ferreira Guimarães Júnior nos explica que o aparelho genital feminino é formado pela vulva, vagina, útero, trompas e ovários. Ainda nesse sentido, vale a pena lembrar que a vagina é recoberta por um epitélio, uma espécie de mucosa secretora, ou seja, capaz de produzir determinados tipos de secreções, sobretudo transparentes, ou às vezes amareladas.

Secreções comuns

Em segundo lugar, de acordo com o Dr. Orcione Guimarães Júnior, essas secreções não apresentam odor e servem apenas para lubrificação. Em outras palavras, o corrimento é todo e qualquer fluxo que sai da vagina da mulher, exceto a menstruação, e, de maneira geral, é algo que ocorre entre todas as mulheres, não gerando preocupação na grande maioria dos casos.

Logo, como é possível perceber, é necessário que a mulher esteja atenta às características de suas secreções, pois nem sempre elas são sinal de alguma doença ou infecção. Sendo assim, o Dr. Orcione Ferreira Guimarães Júnior aconselha que você acompanhe o seu ciclo e as mudanças em seu corpo, pois isso pode te dar algumas dicas do que está acontecendo em seu organismo.

Corrimentos mais comuns entre as mulheres e que não apresentam perigo

Como dito anteriormente, nem todo corrimento apresenta perigo. Abaixo, o Dr. Orcione Guimarães Júnior deixou disponível algumas características sobre os dois principais, que são apenas seu organismo em ação. Então, para não sofrer mais com dúvidas, leia atentamente cada um deles e não deixe de prestar atenção em seu corpo e o que ele apresenta.

  1. Corrimento marrom

De acordo com o Dr. Orcione Ferreira Guimarães Júnior, de maneira geral, o corrimento marrom é causado pela presença de sangue menstrual. Então, se você percebeu uma secreção de cor amarronzada antes ou depois do seu período menstrual, e que não apresenta odor, muito provavelmente são apenas restos de sangue que não foram expelidos anteriormente.

  1. Corrimento com sangue

De maneira geral, o corrimento com sangue vivo pode ser decorrente ao escape menstrual ou ovulação. Segundo o Dr. Orcione Ferreira Guimarães Júnior, geralmente acontece dois anos após a primeira menarca, ou seja, a primeira menstruação. O corrimento ainda pode ser presente na pré menopausa, momento de declínio natural dos hormônios no corpo da mulher.

De qualquer maneira, o Dr. Orcione Ferreira Guimarães Júnior aconselha que ao notar qualquer diferença em seu corpo, procure um médico de confiança para saber do que se trata. Assim, você poderá aproveitar sua vida com muito mais qualidade e saúde! 

Se você gosta de ler sobre assuntos da área médica, conheça os principais canais do Dr. Orcione Guimarães Júnior. Assim, você sempre estará bem informado sobre as principais inovações do ramo hospitalar. Confira agora mesmo: 

Site:   www.clinicadrorcione.com 

Instagram: @drorcionejunior    

Whatsapp:  wa.me/message/WRPY3TZTYVH3L1