Com a chegada do feriado de carnaval, o cuidado deve ser redobrado

Um trânsito seguro e livre de acidentes é responsabilidade de todos. Dessa forma, o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) listou algumas dicas de segurança para o período de feriado prolongado de carnaval que se aproxima e alerta: a “Paz no trânsito começa por você!”

O DNIT ressalta que existem muitas maneiras de contribuir para a redução de acidentes no trânsito. Condutores, motociclistas, ciclistas e pedestres devem estar sempre alertas, obedecer as leis de trânsito e as preferências em relação aos mais vulneráveis. Os motoristas devem lembrar de usar as setas e não ultrapassar o limite de velocidades estabelecido. Ciclistas não pedalar na contramão e usar equipamentos de segurança. Para os pedestres, a dica é sempre atravessar a rua na faixa de pedestres.

Veja mais dicas abaixo:

Após beber, jamais dirija
O uso de substâncias psicoativas altera percepções, comportamentos, reduz a atenção e prejudica a aptidão do condutor, tornando a direção veicular insegura. Usar essas substâncias e dirigir é uma escolha que tem efeitos e consequências, e quem opta por isso deve assumir a responsabilidade de seus atos. A segurança é um dos princípios básicos que regem a legislação de trânsito. O Código de Trânsito Brasileiro estabelece que o trânsito em condições seguras é direito de todos e dever dos órgãos e entidades que integram o Sistema Nacional de Trânsito.

Não utilize o celular no trânsito
É uma atitude simples, mas decisiva na proteção da vida porque essa atividade desvia a atenção do motorista, além de ocupar uma das mãos que deveria controlar o volante. Por isso, o Código de Trânsito Brasileiro (CTB) em seu parágrafo único do artigo 252 afirma que o condutor que segurar ou manusear o telefone enquanto estiver dirigindo está cometendo infração gravíssima. E a regra vale também para os motociclistas, que devem seguir as mesmas leis de trânsito que os condutores de veículos.

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), o excesso de velocidade é uma das principais causas de sinistros no trânsito. A aplicação das penalidades varia conforme a gravidade da infração e possibilita até a suspensão da CNH. Respeitar os limites de velocidade é dever de todos os condutores.

Faça uso da direção defensiva
Conhecimento, atenção, previsão, habilidade e ação são elementos básicos que permitem ao condutor estar preparado para eventualidades e para evitar riscos.

Use as setas do veículo corretamente
No trânsito, é preciso existir uma comunicação eficiente entre os condutores. O uso correto das setas é essencial para comunicar as intenções de cada um nas vias. Essa ferramenta permite que os condutores consigam se programar para reduzir a velocidade ou frear a tempo quando necessário e aos pedestres e ciclistas atravessarem e se locomoverem de forma segura.

Mantenha distância segura de outros carros
Manter distância de outros veículos é essencial para minimizar as consequências de uma distração e prevenir sinistros. A prática possibilita que o condutor tenha mais tempo para reagir em uma situação de risco e maior espaço para manobras.

Use cinto ou equipamentos de segurança
Segundo estudo da Associação Brasileira de Medicina de Tráfego, o uso do cinto de segurança no banco da frente reduz em 45% as chances de lesões graves em sinistros e, nos bancos de trás, os passageiros ficam até 75% mais seguros. Já para os motociclistas, o uso de capacetes é obrigatório, e as luvas, botas e jaqueta são essenciais para evitar lesões.

Respeite a sinalização
O CTB apresenta um conjunto de sinais definidos para melhorar a fluidez das vias e aumentar a segurança de motoristas e pedestres. Respeitar a sinalização é uma das principais regras para uma boa convivência no trânsito.

Realize manutenções periódicas
Duas das principais medidas preventivas são a inspeção e manutenção regulares do veículo. Acompanhe o funcionamento dos limpadores de para-brisa, dos pneus, faróis, sistema de freios e correia dentada. Um veículo bem cuidado traz mais segurança.

Respeite a faixa de pedestres
Todo condutor eventualmente é um pedestre no trânsito. Uma boa prática é ser educado e esperar as pessoas atravessarem a faixa e dar passagem para quem precisa.

Categorias: Dicas