A Câmara Municipal aprovou nesta segunda-feira (15) o relatório do Tribunal de Contas do Estado de São Paulo (TCE-SP) que havia referendado as contas da Prefeitura de Guarulhos do ano de 2020. Houve 24 votos favoráveis e seis contrários, além de uma abstenção.

Em dezembro de 2022 o prefeito Guti recebeu do TCE-SP o certificado de aprovação das contas de 2020, o último ano de seu primeiro mandato à frente de Guarulhos. A aprovação em si por parte do tribunal ocorrera em novembro. O TCE-SP é o principal órgão fiscalizador das contas dos municípios paulistas.

Desta forma, a atual administração teve todas as contas referendadas tanto pelo tribunal quando pela Câmara em todos os anos do primeiro mandato de Guti, entre 2017 e 2020. “Essas constantes aprovações são um reflexo da seriedade e do comprometimento com que nosso time trata o orçamento municipal”, comentou o prefeito.

A última vez que Guarulhos havia tido as contas aprovadas pelo TCE antes da gestão Guti fora em 2004. Entre 2005 e 2016, todas foram reprovadas pelo tribunal. O ex-prefeito Elói Pietá teve as contas rejeitadas nos anos de 2001 e 2002 e entre 2005 e 2008. Já Sebastião Almeida teve todas as suas contas, entre 2009 e 2016, rejeitadas pelo Tribunal de Contas do Estado.

Categorias: Noticias